Compartilhar o post

A pirâmide alimentar pode ser usada como direcionamento para se alcançar uma alimentação mais saudável de forma equilibrada, harmoniosa e colorida. Cada alimento possui um papel , mas qual a importância do leite e derivados na pirâmide alimentar? Siga com a leitura…

O que é a pirâmide alimentar?

Começando pela definição do que é a pirâmide alimentar, podemos entender que esse modelo é um guia de nutrição criado nos anos 90 pela Harvard School of Public Health, que separa os alimentos em seis grupos distintos e indica a porção ideal para consumo em nossa dieta diária.

Esses grupos alimentares indicados na pirâmide alimentar são:

  • Cereais, tubérculos e grãos: alimentos como batata, mandioca, trigo, arroz e aveia, que servem como fonte de fibra e, principalmente, carboidratos, fornecendo energia para o corpo utilizar em todas as suas funções biológicas básicas;
  • frutas, legumes e hortaliças: fornecem vitaminas, minerais e fibras essenciais para regular o metabolismo e estimular o funcionamento e a manutenção das estruturas importantes do corpo humano;
  • carnes e leguminosas: aqui temos leguminosas como o feijão e a soja, ovos e as carnes de boi, frango, porco e outros, que fornecem proteínas para a construção de tecidos e manutenção de diversas atividades do organismo;
  • leite e derivados: servem como fonte de proteínas, gordura, vitaminas e minerais, uma combinação importante para muitas funções biológicas;
  • óleos e gorduras: servem para fornecer calorias, vitaminas e gorduras, que são importantes para a saúde, mas que precisam de uma ingestão equilibrada, evitando o colesterol e priorizando fontes vegetais, como o óleo de soja e o azeite de oliva;
  • açúcares e doces: são alimentos capazes de fornecer energia ao organismo, por conter carboidrato, mas que são pobres em valor nutritivo e não devem compor uma grande parcela da nossa alimentação por conta disso.

Cada andar da pirâmide representa um nível. Existem quatro níveis como segue:

  1. Alimentos Energéticos: Grupo 1

Carboidratos (alimentos energéticos)

  • Alimentos Reguladores: Grupos 2 e 3

Verduras e legumes / frutas (alimentos reguladores)

  • Alimentos Construtores: Grupos 4, 5 e 6

Leite e derivados / carnes e ovos / leguminosas e oleaginosas (alimentos construtores)

  • Alimentos Energéticos Extras: Grupos 7 e 8

óleos e gorduras / açúcares e doces (Alimentos energéticos extras).

A despeito da água não fazer parte da pirâmide alimentar tradicional, os nutricionistas recomendam a ingestão diária de no mínimo 2 litros. Contudo, o volume de água adequado é medido segundo a massa corporal de cada indivíduo.

Voltando a questão fundamental desse texto , os laticínios, como leite, queijo e iogurte, são considerados um grupo de alimentos importante porque são ricos em cálcio, vitamina D e outros nutrientes fundamentais para a saúde óssea. Além disso, eles também são uma boa fonte de proteína e podem ajudar a controlar o apetite e a perda de peso.

Gostou desse artigo? Entendeu a importância do leite e derivados na pirâmide alimentar Siga-nos para mais assuntos relacionados a saúde e bem-estar…

 

Brusquetta Italiana

A Brusquetta Italiana é um petisco muito consumido pelo mundo. Com um sabor suave e delicioso, ela saiu dos restaurantes para virar a queridinha dos bares brasileiros,

Rolar para cima
Rolar para cima