A intolerância à lactose é a incapacidade que o corpo tem de digerir um tipo de açúcar (carboidrato) encontrado no leite e em outros produtos lácteos. Isso ocorre pela falta da enzima lactase, que é responsável por quebrar a lactose — por isso o quadro também é conhecido como deficiência de lactase.

Quer conhecer mais sobre os sintomas da intolerância à lactose? Siga com a leitura.

Efeitos no organismo

Os efeitos da intolerância se concentram, de fato, no sistema digestivo. As bactérias da flora intestinal até conseguem devorar algumas das moléculas do açúcar natural do leite, mesmo elas estando inteiras. Quando isso acontece, porém, esses micro-organismos soltam gases, causando dor e desconforto.

Entre os principais sintomas do problema estão:

  • Desconforto e dor abdominal;
  • Cólica;
  • Inchaço;
  • Diarreia;
  • Flatulência;
  • Fezes amolecidas;
  • Náusea (que pode ou não ser acompanhadas de vômito).

Especialistas afirmam que os sinais podem surgir minutos ou horas depois da ingestão de leite in natura, de seus derivados (queijos, manteiga, creme de leite, leite condensado, requeijão etc.) ou de alimentos que contêm leite em sua composição, como sorvetes, cremes, mingaus, pudins, bolos.

Os 3 tipos de intolerância

Basicamente, existem três tipos de intolerância à lactose, que são:

  • Primária: é causada pelo envelhecimento, por isso é mais comum em pessoas da terceira idade;
  • Secundária: esse tipo de intolerância surge como resultado de alguma doença ou algum ferimento;
  • Congênita: a pessoa que possui esse tipo de intolerância já nasce com o problema.

Fatores de risco

Existem alguns fatores de risco para o surgimento da intolerância à lactose. Confira alguns:

Idade: pessoas que estão na terceira idade têm mais chances de desenvolver a intolerância primária;

Etnia: negros, asiáticos, hispânicos e indígenas possuem mais chances de desenvolver a intolerância;

Nascimento prematuro: bebês prematuros apresentam menos lactase no organismo e estão mais sujeitos a desenvolver a intolerância à lactose. Isso acontece porque a produção dessa enzima só aumenta nos últimos meses da gestação.

Saúde fragilizada: algumas doenças que afetam o intestino delgado podem atrapalhar a produção da lactase, levando à intolerância à lactose, como a doença de Crohn.

Então não devo tomar leite?

Antes de tomar qualquer conclusão, consulte seu médico.

Pessoas com intolerância à lactose, entretanto, não precisam necessariamente deixar de tomar leites e outros lácteos. Elas podem ter uma vida normal apenas diminuindo a quantidade consumida e fazendo o tratamento indicado pelo seu médico.

Quem possui baixo nível de lactase consegue tolerar de 55g a 115g de leite de uma só vez, sem manifestar os sintomas. Porções maiores, acima dos 225g, já podem causar problemas para os intolerantes.

Ficou claro quais os sintomas da intolerância à lactose? Envie esse texto pra um amigo que precise.

Clique aqui e acompanhe nosso blog.

Fonte: https://labjuliovargas.com.br/intolerancia-lactose-conheca-os-principais-sintomas/

https:// www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2019/02/19/intolerancia-a-lactose-conheca-os-sinais-para-desconfiar-do-problema.htm

 

Rolar para cima
Copy link
Powered by Social Snap