imagem mostra uma garrafa e um copo de leite

A lactose é o açúcar presente no leite e seus derivados, responsável por aquele gosto levemente adocicado da bebida. É um hidrato de carbono, mais especificamente um dissacarídeo, que é composto por dois monossacarídeos: a glicose e a galactose.

Quando a lactose é consumida, seja num copo de leite ou em um dos seus derivados, como queijo, essa molécula vira energia para abastecer nossas células.

Só que, a fim de ser devidamente aproveitada, a lactose precisa ser quebrada em outras duas partículas menores: a galactose e a glicose. Por trás desse processo está uma enzima, a lactase. Todo esse processo acontece nos intestinos.

Intolerância à lactose

Em geral, a intolerância à lactose tem origem na diminuição até esperada da produção dessa enzima conforme envelhecemos. É natural que o bebê, que se alimenta exclusivamente de leite materno, conte com um abastecimento alto de lactase, mas a partir dos 3 anos de idade, quando outros alimentos entram no cardápio, o organismo percebe a mudança de padrão. A redução no suprimento é, portanto, normal, mas, para algumas pessoas, isso acontece de forma acentuada, e o organismo fica despreparado para receber leite e afins.

Nessa caso, se faz necessário procurar ajuda médica, que vai analisar a gravidade dessa intolerância e indicar possíveis tratamentos ou medidas preventivas a serem tomadas.

Rolar para cima
Copy link
Powered by Social Snap